Normas de visitação

Seja bem-vindo ao Museu da Imigração, instalado no edifício da antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás.

Para que todos aproveitem a visita, algumas recomendações devem ser seguidas:

  1. Idosos, deficientes físicos, mulheres grávidas e pessoas com crianças de colo têm acesso preferencial à bilheteria e entrada do Museu.
  2. Isenção e pagamento de meia-entrada estão condicionados à apresentação de documento comprobatório (ofício da instituição requerente, carteirinha de estudante, holerite de professor público/servidor da Secretaria de Segurança Pública, membros do ICOM, carteirinha da Sutaco, Embratur, CET, limpeza pública, entre outros).
  3. No interior do Museu é proibido o consumo de qualquer tipo de alimento.
  4. O Museu conta com um guarda-volumes na recepção para a guarda de mochilas, sacolas e demais volumes.
  5. Fotografias e filmagens são permitidas no interior do Museu, desde que sem finalidades comerciais e sem uso de flash.
  6. Para não comprometer a integridade do acervo exposto e a segurança dos visitantes, é proibido tocar, sentar ou apoiar-se nos objetos de todo espaço expositivo.
  7. Evite falar ao celular, gritar e correr no interior do Museu.
  8. Não é permitida a entrada em trajes de banho, sem camisa e sem calçados.

A equipe do Museu da Imigração tem prazer em recebê-lo. Aproveite sua visita.

Comunicado às agências e profissionais de turismo

Este comunicado tem como objetivo esclarecer as normas e limitações de uso dos
espaços da exposição de longa duração ‘Migrar: experiências, memórias e
identidades’, localizada no piso superior do Museu da Imigração. O bom uso dos
espaços é de extrema importância para melhorar a experiência da visita e
contamos com a colaboração de todos os parceiros.

  • a) A exposição de longa duração ocupa o primeiro andar do edifício, que tem
    128 anos (1888 – 2016) e é tombado pelas instâncias municipal e estadual de
    defesa do patrimônio. A lotação máxima deste espaço, estabelecida pelo Corpo de
    Bombeiros, é de 150 pessoas, divididas em grupos de 20 (+1 responsável).
    Estas normas visam, em primeiro lugar, a segurança dos visitantes e, em segundo,
    a melhor qualidade do trabalho dos educadores e guias que conduzem seus grupos
    pela exposição;
  • b) A prioridade de entrada nas exposições é dos grupos agendados
    com o Núcleo Educativo. Os profissionais do Museu da Imigração têm autonomia
    para controlar o acesso de grupos não agendados, zelando pelo compromisso
    firmado com os grupos previamente agendados e com as normativas de segurança;
  • c) A realização de visitas por profissionais não vinculados ao Museu da
    Imigração é totalmente livre, desde que sejam seguidas as regras de uso do espaço
    que são comunicadas pelos educadores para todos os grupos que realizam visitas
    ao Museu, e podem ser consultadas no site da instituição;
  • d) A utilização de aparelhos sonoros, tripés, cenários, a realização de
    encenações, ou qualquer outra ação que possa interferir no fluxo dos espaços
    expositivos ou jardim não são permitidas, salvo prévia autorização;
  • e) É permitido fazer fotografias sem flash nos espaços expositivos, porém
    não é permitido fotografar ou filmar com uso de equipamentos profissionais sem
    autorização prévia do Museu;
  • f) Colocamos à disposição dos profissionais de turismo nosso modelo de
    visita de 1h de duração, compreendendo ser esse o tempo ideal para uma
    mediação de qualidade;

Estas normas garantem o conforto do visitante e melhoram o trabalho, tanto da
equipe do Museu da Imigração quanto dos inúmeros grupos que realizam visita de
forma espontânea no Museu.

Agradecemos a atenção e estamos à disposição para dúvidas e comentários.